ALEX MORENNO

Ator, diretor, coreógrafo e preparador corporal, estreou na TV em “Cama de Gato", interpretando o personagem Luck, posteriormente em “Novo Mundo” viveu o maquiavélico Francisco de Castro, irmão de Domitila e mais recentemente viveu o vilão Robson em “Órfãos da Terra”, ambas na Globo.
Participou de inúmeras montagens de musicais como coreógrafo e preparador corporal como do musical "Cartola - O Mundo É Um Moinho", Direção Roberto Lage em 2016, show "Carrossel" SBT e Abrava Produções em 2013 e  dirigiu a Comissão de Frente da escola de samba “Tom Maior” de 2011 à 2016.
Ficou em cartaz por 7 anos com o grupo de humor “Os Cretinos” com Oscar Filho e amigos, rodou o Brasil fazendo "Advocacia Segundo os Irmãos Marx" com Heloisa Périssé e em 2019 interpretou Van Gogh na peça  “Van Gogh por Gauguin”, texto de Thelma Guedes e direção de Roberto Lage.

AMAZYLES DE ALMEIDA

Atriz, estreou na TV em 1996 como Heleninha em Antonio dos Milagres, posteriormente fez Açucena em Mandacarú, foi a Dra Giza na série “Sandy e Junior”,  fez inúmeras participações em novelas como “O Cravo e a Rosa, “Torre de Babel e “Suave Veneno”.

No cinema fez parte do elenco do clássico “Alma Corsária”, de Carlos Reichenbach.
Sua maior atuação é no Teatro, participou de diversas montagens: “Ham-Let ", "Laços Eternos", "Verás que Tudo é Mentira", "Delicadas e Perversas", "Ensaio para Danton", "Retrato do Amor Quando Jovem", "Quarto 77", "As Mulheres da Minha Vida" ,"Closer" , "Os Possessos", "Side Man" ,"Te Amo São Paulo",  Casa/Kabul" "A Coleção" de Harold Pinter, "Pessoas Absurdas“, "Dançando Em Lúnassa" ; "Duas Mulheres Que Dançam“, entre outros.

CAROL CASHIE

Formada em Artes Cênicas, estreou nos palcos em 2004, na obra “O Primo Basílio”. No ano seguinte cursou cinema no Studio Fátima Toledo. Entrou para o grupo de pesquisa e aprofundamento de linguagem do Grupo TAPA, onde permaneceu por oito anos e estudou autores como Nelson Rodrigues, Jorge Andrade, Plínio Marcos, Oduvaldo Vianna Filho, Martins Pena, Artur Azevedo, Tennessee Williams, Luiggi Pirandello e Anton Tchekhov. Nesse período foi convidada pelo grupo para participar dos espetáculos “Anti-Nelson Rodrigues” e “Vestir Os Nus”, com direção de Eduardo Tolentino de Araújo; “As Viúvas”, direção Sandra Corveloni; “Dorotéia” e “Pedreira das Almas”, direção Brian Penido Dutt Ross. Atualmente, possui em sua trajetória, dezenove espetáculos profissionais, sete curtas-metragens.

DANI MORENO

Formada pelo Globe SP em 2011. No mesmo ano de sua formatura, interpretou Marta em sua primeira novela, “Amor e Revolução” de Tiago Santiago, no SBT. Em 2012, interpretou Aisha em “Salve Jorge” de Glória Perez, na Rede Globo. Em 2015, interpretou a vilã Safira de “Cúmplices de um Resgate”, de Íris Abravanel. Entre uma novela e outra, retornou aos palcos com “33 dedos bem aquecidos” de Rafael Primot, com 2 personagens, a performer Micha e a bailarina Cris em 2013, em 2014 interpretou Diana em “Retratos e Canções” de Renato Andrade, em 2016 como Mãe em “O Livro de Tatiana” musical infanto-juvenil de Bruno Garcia, em 2017, voltou aos palcos com o musical infantil Mequetrefe Sorrateiro, com autoria e direção de Marcello Airoldi. Em 2019, interpretou Marta em Jesus, novela de Paula Richard, com direção de Edgard Miranda, na Record e atualmente no ar como Furacão em Amor Sem Igual tb da Record, novela de Cristiane Friedmann e direção de Rudi Lagemann.

DIEGO TRESCA

Ator, iniciou sua formação, no teatro, na Escola de Atores Nilton Travesso. Logo após foi acolhido pela Cia. 4 na Trilha, formada por ex-alunos da EAD. A maior parte das peças eram encenadas nos SECS, dentro e fora de São Paulo e nos Centros de Educação Unificada, da Prefeitura de São Paulo - CEU. Após este período no cinema, realizou diversos curta metragens e dois longas metragens independentes. Na televisão integrou o elenco da novela "Amor e Revolução" no SBT e participou de um episódio na série da HBO, "O Negócio".

DIONISIO NETO

Ator vencedor do Prêmio Golden India Catalina de melhor ator coadjuvante por Carandiru, de Hector Babenco, atuou em dezenas de peças teatrais dos diretores Antunes Filho, José Celso Martinez Corrêa, Gerald Thomas, Bia Lessa, Ivan Feijó, Lucia Segall e sua última peça em cartaz foi “Desamor” de Walcyr Carrasco. No cinema atuou em curtas e longas destacando-se "Contra todos", produzido por Fernando Meirelles, "Garotas do ABC", de Carlos Reichembarch, "Espeto", de Sara Silveira, "Meu amigo hindu", onde contracenou com Willem Dafoe. Em séries atuou em "Crime time", da Netflix, "Crimes.com" da Discovery, "O negócio", da HBO, "Carandiru - outras histórias", da Globo, entre outras. Em novelas, atuou em "A Favorita" (no ar na Globoplay), "Morde e assopra" e recentemente em "A dona do pedaço", todas da Globo.

FABRÍCIO ARAÚJO

Ator, cursa Interpretação para Cinema na AIC - Academia Internacional de Cinema. Estreou no audiovisual no longa “Na Quebrada, dirigido por Fernando Grostein Andrade, em 2014.  Na TV esteve no  Curta “Herói Por Um Dia” do Caldeirão do Huck, fez participação na Série “Carcereiros” da TV Globo, em 2017.
No streaming interpretou Juninho na série “Sintonia” da Netflix, dirigida por Jonny Araújo e KondZilla, em 2019 e no mesmo ano a série “Os Ausentes” da TNT, com direção de Carolina Fioratti e Raoni Rodrigues.

FERNANDO LOUREIRO

Ator, apresentador e humorista. Participou de diversos espetáculos de comédia, como Noite da Comédia Improvisada e Portaria 4 (direção de Priscila Lobo e Raphael Ghanem). Atualmente se apresenta semanalmente com seu show de Stand up comedy.

GABRIELA YAGUI

Atriz, com descendência oriental, natural de São Paulo, cursou Interpretação para Cinema na AIC - Academia Internacional de Cinema, Interpretação para TV na Escola de Atores Wolf Maya e cursou Arte Dramática no Teatro Escola Macunaíma.
No teatro participou de produções como: "Pulp Fiction", Direção: Beto Marcondes, o Musical "Hairspray“  Direção: Ricardo Nesi, "Psicose" Direção: Simone Shuba, o Musical Infantil - A Turma do Dudinha e Mariana, Direção Maciel Fama. Participou de web-séries como "Blecaute“, “Prenuncio“ e "STNIV: Se tá na Internet é Verdade“. Em 2018 fez seu primeiro longa Bia 2.0. E em 2019 protagonizou o clipe musical Alice da Banda Palankin.

ÍCARO RODRIGUES

Ator, formado pela Escola Livre de Teatro de Santo André. Trabalhou como ator em diferentes grupos do teatro paulistano como: Teatro da Vertigem, Companhia São Jorge e Núcleo Bartolomeu de Depoimentos. Seu trabalho mais recente no teatro é a premiada montagem "Gota d'água Preta, com direção de Jé Oliveira. Atuou também em "Bom Retiro 958 metros", espetáculo dirigido por Antônio Araújo; "Barafonda", espetáculo itinerante da Cia São Jorge de Variedades; "Frátria Amada Brasil", sob direção de Claudia Schapira; "Dois perdidos numa noite suja" de Plínio Marcos, dirigido por Flávio Marin. Em cinema, atuou nos curtas “Dara”, com direção de Renato Cândido e “Arritmia” dirigido por Claudia Pucci. Na televisão, atuou em séries educativas da TV Cultura, em parceria com a Miração Filmes e, mais recentemente, fez uma participação na série "Segunda Chamada" da Rede Globo.

JADE DINIZ

Jade Diniz é uma atriz paulistana, formada pela escola superior de artes Célia Helena e por nomes como Bete Dorgam e Lígia Cortez. Estudou também interpretação para cinema no Studio Fátima Toledo. Fez diversos curtas metragens, e peças teatrais como “Opus Profundum” com direção de Dionísio Neto. Seu último trabalho de dramaturgia foi a peça de teatro “Desamor” de Walcyr Carrasco e direção de Lúcia Segall. Atualmente é integrante da companhia satélite de teatro.

JOÃO RICARDO KARAMEKIAN

Ator, roteirista e dublador, tem formação no Teatro, em diversos cursos como: Teatro Amarte – 2011/2012, Teatro Studio Beto Silveira – 2013/2014, Teatro Fátima do Valle – 2015/2017, cursou Dublagem no Dubrasil – 2017/2018.
Na Tv fez série “Os Ausentes” da TNT, com direção de Carolina Fioratti e Raoni Rodrigues interpretando Amir, a Série "Prata da Casa", dirigida por André Pellenz, na FOX Brasil, foi Marcel Participou dos Curtas Metragens - "Trauma", "Ansiedade Tóxica", " Sinergia" e "Ânima" - Canal Raio Filmes no YouTube.

KIZE PIRES

Ator, roteirista e dublador, formado em 2011 no Teatro Escola Célia Helena,  soma clássicos em sua carreira como “Nossa Vida em Família” de Oduvaldo Viana Filho, “A Gaivota” de Anton Tchekhov , “A Morta” de Oswald de Andrade, “O Crime da Cabra” de Renata Paloccini e “O Carioca” baseado nos textos de Nelson Rodrigues. Nessas duas ultimas, foi um dos responsáveis pelos figurinos de época e o cenário. Tendo estudado balé clássico antes de interpretar peças de teatro soma às pesquisas de grupo um entendimento corporal diferenciado bem como um senso estético apurado ao examinar movimentos individuais e coreografias coletivas. Em 2019 fez o curso de interpretação para vídeo com Fernando Leal e no mesmo ano fez o curso do Método Lee Strasberg com Estrela Straus.

LEANDRO OLIVEIRA

Ator e figurinista, formado em Artes Cênicas pelo Indac Escola de Atores. Seu último espetáculo como ator foi o musical “Sonhos não envelhecem”, com direção de Fernanda Maia. Recentemente atuou em “Fricção”, premiada montagem assinada por Kiko Marques, fez temporada em Lisboa Portugal com a peça “Tentativas Contra Vida Dela. Atualmente está em cartaz com o Musical “João e Maria” e em processo com o grupo “Os bambas” com o espetáculo “Os atores” com texto de Marcelino Freire, com estreia para Fevereiro 2019. Integrante do grupo Set7, no qual pesquisam a linguagem do audiovisual, “O ator e a câmera” participou de 3 curtas metragens, 4 clipes, todos produzidos pelo grupo. Ja atuou em publicidade e fez participação em longa metragem.

LEIZA MARIA

Atriz profissional desde 2000.  Cia Trianon de Teatro (95/97), Teatro Universitário de Maringá (98/2002), Circo Teatro sem Lona (2000/2003) e Grupo de Teatro O Porão do Rio do Janeiro (2003/2005). trabalhou como professora de acrobacia e teatro, Gerente no Teatro Miguel Falabella  2005 a 2009 e Teatro Maria Clara Machado de 2010 a 2012. Mais de 15 peças profissionais e dois prêmios como melhor atriz. Direção - Projeto musical “Plantão Musical” (PR) e “Astros em Cena (RJ).  ATua Companhia de teatro,  “Balada De Um Palhaço” 2012 (Plínio Marcos) e “2012 (Plínio Marcos) e “A simples história de uma menina e um artista” 2015/16. Trabalho mais recente, figuração especial no Filme Francês “Alibi” Trabalha também como roteirista, repórter e apresentadora.

LUÍS MÁRMORA

Ator formado pela Escola de Arte Dramática EAD/ECA/USP, foi um dos fundadores da Companhia São Jorge de Variedades, onde trabalhou por 10 anos consecutivos.
Em cinema, “Vermelho Russo” de Charly Braun, vencedor do Prêmio de Melhor Roteiro no Festival do Rio 2016 e “Sinfonia na Necrópole” de Juliana Rojas de 2014. Em televisão atua no segundo episódio da série “Unidade Básica” do Universal Channel (2018/2019) e em 2017 participou das séries “Lendas Urbanas” - A Gangue do Palhaço episódio 4 - exibida na Rede Record, e “Sintonia” como o delegado Joacir, uma produção da Netflix Brasil; além do longa “Hebe”, O Filme, no personagem Fernando Eurico, com direção de Mauricio Farias. Atuou como o inconfidente Claudio Manoel da Costa no programa de entrevistas de personagens históricos chamado “Retrovisor” idealizado pelo jornalista Paulo Markun; e sua participação na série ”Verdades Secretas” da Rede Globo com direção de Mauro Mendonça Filho.

MARÍLIA MEDINA

A atriz e produtora de teatro Marília Medina, começou sua carreira no teatro profissional na peça “A Presidenta”, com Jorge Dória, que viajou dois anos pelo Brasil. Fez a super elogiada “Apareceu a Margarida” entre 2007 e 2009, monólogo com direção de Bruno Garcia, onde atuou e produziu que voltou aos palcos em 2019.

Em 2008 atuou em “Mistério na Mansão”, ao lado de Marcos Oliveira. Em 2006 também atuou e produziu “Lavanderia Brasil”, direção de Moacyr Chaves, com Marcos Breda, Felipe Camargo e Paula Burlamaqui no elenco.

Em 2010 fez Geraçao Trianon com direçao de Antonio Pillar. Em 2003 atuou no espetáculo “O Menino Maluquinho” com direção de Felipe Camargo.

Em 2002 atuou na peça “Se Correr o Bicho Pega, se Ficar o Bicho Come”, com direção de Antonio Pedro.

Em 2001 na peça “Só para Divertir”, com direção de Herval Rossano e em 2000, atuou e produziu a peça “Disk-Ofensa-Linha-Vermelha”, direção de Bruno Garcia.

Também participou da peça “Alices”, em 1999, sob a direção de Camilla Amado, sua mestra, com quem teve máster classes pelo período de quatro anos. Estudou com nomes como Aderbal Freire Filho, Hamir Addad, Roberto Machado, Camilla Amado, Walrer Lima Junior, entre outros. 
No cinema seus ultimos trabalhos foram o curta metragem Sildenafil ,de Clòvis Melo que lhe rendeu o premio de melhor atriz nos Festivais de Toronto no canadà e Maracanaù. Participou de "Como Esquecer", Mulheres do Brasil" e Ismael e Adalgisa"ambos de Malu de Martino. Fez também "Sexo,verdades e Mentiras" de Euclydes Marinho. 
Na TV foram varias participações em series e novelas.

MARINA ESTEVES

É atriz e bailarina. Formada pela Escola Livre de Teatro de Santo André, foi também aprendiz do curso regular em Humor da SP Escola de Teatro. Como atriz seus trabalhos recentes são: “Gota d’água PRETA” direção de Jé Oliveira - Indicada ao Prêmio Shell e Aplauso Brasil, e vencedora do prêmio APCA e Arcanjo de Cultura, “Quando eu morrer, vou contar tudo á Deus” do O BONDE; Tríptico de Espetáculos “Nos trilhos abertos de um leste migrante" do Coletivo Estopô Balaio direção de João Junior “Anjos Tortos” do Núcleo Azougue direção de Juliana Pardo e Alício Amaral- Cia Mundu Roda; "A princesa e a costureira" [vencedora do Prêmio APCA 2016 de Melhor espetáculo infantil sobre diversidade de gênero] do Teatro da Conspiração (2016). Participou da série 3% da Netflix em 2019. É Co-fundadora, atriz e produtora do Coletivo O BONDE e Pqna Cia de Criadoras. Atualmente também estuda interpretação para cinema com Luciana Canton.

MARION BOTT

Atriz Internacional, de descendência franco-alemã que trabalha em cinco idiomas diferentes.
Ainda na infância fez parte do Théâtre Jeune Public em Estrasburgo e estudou teatro na Alemanha. Por vários anos, atuou no país, antes de se mudar para Londres e fazer mestrado em teatro. Durante sua estadia em Londres, apresentou-se no Shakespeare's Globe Theatre e trabalhou com uma grande variedade de gêneros, de comédia a drama psicológico, além de textos de sua autoria. Fez um segundo mestrado, em Roteiro, numa das principais escolas de roteirização de Berlim, Filmuniversität Potsdam-Babelsberg.
Desde o início de sua carreira, Marion atua e escreve. "Moormaid”  mais recente espetáculo
de sua autoria, ganhou o “Top 10 Melhores do Oeste Londres” em 2018.

PAULA BARBOSA

Formada pela Escola Superior de Artes Celia Helena, Paula Barbosa descobriu sua paixão pelos palcos desde muito nova participando de peças amadoras.

Começou sua carreira no teatro em 2006 e em 2009 fez sua estréia na TV Globo na novela Paraíso com a personagem Edith.

Em 2011 escreveu sua primeira peça de teatro, uma obra infanto juvenil chamada Meu Primeiro Namorado. 

 Em 2012, trabalhou na novela Amor Eterno Amor de Elizabeth Jhin, com a personagem Débora. 

Em 2014 encarou um grande desafio com a personagem Gina da novela Meu Pedacinho de Chão, de Benedito Ruy Barbosa, colaboração de Edilene Barbosa, Marcos Barbosa De Bernardo e Direção de Luiz Fernando Carvalho. Foi indicada ao Prêmio Contigo de melhor atriz coadjuvante e ao Prêmio Extra de TV como atriz revelação.

 Ainda em 2014 participou do quadro Super Chefs Celebridades do programa Mais Você de Ana Maria Braga, ficando em segundo lugar na competição.

Em 2015 integrou o elenco da novela "I love Paraisópolis"com a personagem Olga.

No fim de 2014 se dedicou em seu primeiro álbum musical "Qual é a Cor?" lançado no começo de 2015.

PEDRO LEMOS

Pedro Lemos fez sua estreia na TV na série Antônia, da Rede Globo, em 2007. Depois disso, integrou o elenco de Trago Comigo, série de Tata Amaral, que foi ao ar pela TV Cultura, em 2009.

No SBT, fez as novelas Amor e Revolução, como Padre Inácio, em 2011, Chiquititas como Tobias e Tomás Ferraz, em 2014 e está no ar como Waldisney em Poliana desde 2017.

No cinema, atuou no filme Rinha, de Marcelo Galvão. 

No teatro, pela Fraternal Cia de Arte e Malas-Artes, em 2011, integrou o elenco de Sacra Folia, de Luis Alberto de Abreu e seu trabalho mais recente Teatro foi a peça Bruta Flor, dirigida por Marcio Rosario. 

RICARDO MERKIN

Ator Internacional, nasceu na cidade de Buenos aires, na Argentina. Começou sua carreira no tablado e se formou na Escola de Atuação de David Amitín. Ficou conhecido, principalmente, por seu trabalho em peças de teatro e espetáculos circenses. Estreou no cinema em Bar de Mala muerte (1993), curta-metragem de Guillermo Grillo, em 1996, com Moebius e El mundo contra mí. Estabeleceu-se como um dos grandes atores de sua geração com a série Por el nombre de Dios (1999) e os filmes El Camino (2000) e A Antena (2007), ainda no Cinema trabalhou com diretores, como Lucrecia Martel, Luis Puenzo, Damian Szifron, entre outros, e em projetos internacionais de Francis Ford Coppola, Eugenio Zanetti,  Wim Wenders e etc. Atuou ao lado de grandes nomes como Geraldine Chaplin, William Hurt, Vincent Gallo e Benicio del Toro.
Atualmente participa de séries produzidas pela TNT Argentina, “Um galo para Esculápio” dirigida por Bruno Stagnaro e “O Lobista” dirigida por Daniel Barone, de grande sucesso nacional.
No Brasil fez dois longas “Histórias Que Só Existem Quando Lembradas” dirigida por Julia Murat e “A Voz do Silêncio” dirigido por André Ristum e seu o mais recente trbalho é a minissérie para o canal Unversal “Jungle Pilot”.

ZULEICA DOS SANTOS

Atriz, modelo e dubladora, como modelo viajou por todo o Japão onde estudou canto e dança, retornando ao Brasil estudou Teatro com Beto Silveira e logo depois mudou-se para Itália em 1992 firmando sua carreira como atriz lá até 2019. Fez diversos trabalhos na Itália na TV e no Cinema, como “Il Barbieri di Rio”, direção de Giovani Veronesi, “Blek Giek”, direção de Enrico Caria, “South Kensington”, direção de Carlo Vanzina e em TV  “Avvocati”, na tv Rai, direção de Giorgio Ferrara, “Dio Vede e Provvede”, direção de Paulo Costella e Enrico Oldoini, “All Stars”, TV Mediaset, direção de Fatima Ruffini.

 
 

"Aquele que não enxerga não sabe o que não vê, porque quando sabe o que não vê, de certa forma já está vendo. 
Já o que vê pensa que tudo o que vê é o que é.
Porque quando sabe que tudo o que vê não é, tudo o que é de alguma forma já está vendo o que não vê."

Nilton Bonder

 
 
 

FALE COM A GENTE

 

©2020 por Dri Costa Agenciamento Artístico. Orgulhosamente criado com Wix.com